Publicado em 24/05/2022 às 08h57.

Moro vira réu em ação do PT que pede condenação por prejuízos ao país

Deputados federais do PT pedem que o ex-juiz seja obrigado a ressarcir os cofres públicos por supostos crimes cometidos contra a economia brasileira

Redação
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

 

Sob a alegação de que, ao conduzir a operação Lava Jato com parcialidade, prejudicou a economia brasileira, a 2ª Vara Federal Cível de Brasília tornou o ex-juiz Sérgio Moro réu, em uma ação popular movida por deputados federais do PT . Os parlamentares pedem que o ex-juiz seja obrigado a ressarcir os cofres públicos pelos supostos crimes.

Na ação, assinada pelo advogado Marco Aurélio de Carvalho, que coordena o grupo Prerrogativas, os parlamentares afirmam que “o ex-juiz Sergio Moro manipulou a maior empresa brasileira, a Petrobras, como mero instrumento útil ao acobertamento dos seus interesses pessoais”.

“O distúrbio na Petrobras afetou toda a cadeia produtiva e mercantil brasileira, principalmente o setor de óleo e gás.”

O PT pede ainda reparações por supostas ilegalidades durante Lava Jato e ainda que sejam declarados os eventuais danos resultantes dessas ações do ex-juiz ao interesse público, ao erário de diversos entes de administração pública e “à integridade de agentes econômicos”, que resultou em um custo econômico e social.

A iniciativa da ação é dos deputados petistas Rui Falcão (SP), Erika Kokay (DF), Natália Bonavides (RN), José Guimarães (CE) e Paulo Pimenta (RS).

 

Temas: justiça , Moro , PT

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.