Publicado em 25/01/2020 às 20h00.

MPF é a favor da suspensão do presidente da Fundação Palmares

No documento, juntado nesta semana à ação popular, o MPF afirma que a nomeação de Sérgio Camargo representa "desvio de finalidade"

Redação
Jornalista Sérgio Camargo (Foto: Reprodução/Facebook)
Jornalista Sérgio Camargo (Foto: Reprodução/Facebook)

 

O Ministério Público Federal (MPF) manifestou-se pela manutenção da suspensão da nomeação do presidente da Fundação Palmares, segundo a coluna de Guilherm Amado, na revista Época.

No documento, juntado nesta semana à ação popular, o MPF afirma que a nomeação de Sérgio Camargo representa “desvio de finalidade” e que precisa ser “devidamente corrigida pelo Judiciário”.

A nomeação de Camargo foi suspensa pelo juiz federal substituto Emanuel José Matias Guerra, da 18ª Vara Federal de Sobral, no Ceará.
Em publicações nas redes sociais, Sérgio Camargo criticou a celebração do Dia da Consciência Negra e afirmou que a escravidão foi terrível, “mas benéfica para os descendentes”.

PUBLICIDADE