Publicado em 05/04/2016 às 12h43.

MPF pede prisão preventiva de empresário e de ex-secretário do PT

O Ministério Público Federal também solicitou ao juiz Sérgio Moro a quebra dos sigilos bancário e fiscal do filho de Ronan Maria Pinto, dono de uma offshore nos EUA

Redação
ex-secretário geral do PT, Sílvio Pereira (Foto Roberto Stuckert Filho)
O ex-secretário geral do PT Sílvio Pereira. (Foto: Roberto Stuckert Filho)

 

O Ministério Público Federal (MPF) pediu nesta terça-feira (5) a prisão preventiva do empresário Ronan Maria Pinto, dono do jornal Diário do Grande ABC, e do ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira, segundo informações do G1. Ambos foram presos temporariamente na última sexta-feira (1º) pela Polícia Federal, durante a 27ª fase da Operação Lava Jato, denominada Carbono 14.

O prazo das duas prisões se encerra nesta terça. Além de requerer a mudança no regime das prisões, o MPF também solicitou ao juiz Sérgio Moro a quebra dos sigilos bancário e fiscal do filho de Ronan, dono de uma offshore, em Miami, nos Estados Unidos. Se o magistrado aceitar o pedido, os dois podem permanecer detidos até o julgamento de um eventual processo.

De acordo com o MPF, Ronan e Silvio são beneficiários de valores desviados dos esquemas de propina descobertos pela Operação Lava Jato. Conforme as investigações, o empresário teria recebido R$ 6 milhões para não publicar supostas informações que ligariam o ex-presidente Lula e os ex-ministros José Dirceu e Gilberto Carvalho à morte do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT). Ronan teria ameaçado fazer a publicação para conseguir o dinheiro, segundo o MPF, por meio de um empréstimo feito pelo pecuarista José Carlos Bumlai junto ao Banco Schahin.

Já o ex-secretário-geral do PT é suspeito de ter sido o principal intermediador entre Ronan e o partido. Além disso, o Ministério Público Federal aponta que Silvio teria recebido dinheiro de empresas investigadas na Lava Jato para não contar o que sabia sobre os esquemas de corrupção na Petrobras.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.