Publicado em 17/03/2017 às 16h20.

‘Pelos filhos’, Justiça concede prisão domiciliar à esposa de Cabral

A decisão aconteceu na mesma audiência em que diretora da H Stern afirmou que Adriana Ancelmo comprou várias jóias, entre elas um brinco de R$ 1,8 milhão

Redação
Foto: Wilton Júnior/ Estadão Conteúdo
Foto: Wilton Júnior/ Estadão Conteúdo

 

O juiz Marcelo Bretas determinou, nesta sexta-feira (17), a conversão da prisão de Adriana Ancelmo, esposa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB), em domiciliar.

A Justiça aceitou os argumentos da defesa, que justificou que Adriana teria de cuidar dos seus filhos menores de idade, segundo a coluna de Lauro Jardim, no Globo.

A decisão aconteceu na mesma audiência em que uma diretora da H Stern afirmou que Adriana comprou várias jóias, entre elas um brinco de R$ 1,8 milhão.