Publicado em 24/10/2019 às 07h17.

Rui sobre candidatura a presidente: ‘Quero ajudar o Brasil a se reencontrar’

Afirmação foi feita nesta quarta-feira (23), durante entrevista concedida à GloboNews

Redação
Foto: Camila Peres/GOVBA
Foto: Camila Peres/GOVBA

O governador Rui Costa, em entrevista à GloboNews exibida na noite desta quarta-feira (23), afirmou que “quer ajudar o Brasil a se reencontrar”, fazendo referência a uma possível candidatura à Presidência da República em 2022.

“Eu posso não ser candidato a nada, mas quero ajudar o Brasil a se reencontrar”, disse o petista, pontuando que “os políticos precisam controlar sua vaidade para ficar um degrau abaixo do projeto de nação, do projeto do país”.

Costa focou na questão da “união” da sociedade brasileira já a partir do pleito de 2020. “Precisamos nos unir nas eleições municipais para reconstruir o Brasil, deixando de lado o ódio e a raiva”, afirmou.

O chefe do Executivo baiano também avaliou Lula como “líder nato”, que “trouxe pacificação” para o Brasil. “Foi o período que o Brasil mais cresceu nas últimas décadas”, assegurou o governador, ressaltando os avanços na Bahia no período em que o PT governou o Brasil.

“A Bahia tinha um Instituto Federal, hoje tem 30. Tinha uma universidade federal, hoje temos 5. A oferta de educação cresceu muito, e esse é um feito dos governos Dilma e Lula. Apostaram no futuro”, pontuou.

A ineficiência do governo federal também foi abordada por Costa. “O que eu discordo é desse estilo de trazer tudo para esferas políticas e ideológicas em vez de tomar logo uma atitude. Não colocar a defesa da população em primeiro lugar. A demora na reação deles [na questão do vazamento de óleo na costa do Nordeste] tem a ver com isso”, afirmou.

PUBLICIDADE