Publicado em 05/04/2017 às 17h00.

Seap volta a ser criticada por sindicato: ‘Duarte tenta esconder realidade’

A organização ressaltou o estado de degradação e sucateamento dos presídios da Bahia, e do "abandono" aos agentes penitenciário

Redação

O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb) voltou a criticar, em nota divulgada nesta quarta-feira (5), a ação da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), ao citar a fuga dos 25 presos da Unidade Especial Disciplinar (UED), localizada no Complexo Prisional de Salvador, na última segunda (3).

A organização ressaltou que o episódio é reflexo do estado de degradação e sucateamento dos presídios da Bahia, e do “abandono” aos agentes penitenciários. Em entrevista ao bahia.ba, o Sinspeb já havia manifestado insatisfação perante à Seap, e defendeu que os profissionais estão entregues “à própria sorte”.

No texto, a entidade de classe defendeu que “já notificou inúmeras vezes o secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado [Nestor Duarte] acerca das precariedades estruturais das unidades prisionais bem como da escassez de Agentes Penitenciários, mas estranhamente o gestor ignora as notificações e pior, tenta esconder das autoridades qual é a real situação das unidades”.

O líder da pasta, em contrapartida ao que alega o Sinspeb, declarou considerar“normal” fugas em penitenciárias, pois não se trata de “um convento de freiras”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.