Publicado em 06/12/2016 às 14h15.

Senado decide não cumprir liminar para afastamento de Renan

Mesa Diretora da Casa vai esperar que o plenário do Supremo Tribunal Federal delibere sobre o caso

Redação
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado

 

A Mesa Diretora do Senado decidiu nesta terça-feira (6) que não vai cumprir a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, de afastar o senador Renan Calheiros (PMDB) da presidência da Casa.

A Mesa vai esperar que o plenário da Corte delibere sobre o caso. Um oficial de Justiça aguarda desde as 9h desta terça-feira (6), em uma antessala da Presidência do Senado, para entregar a notificação a Renan. O peemedebista também não recebeu o oficial nesta segunda-feira (5) para assinar o documento.

De acordo com informações do G1, a decisão da Mesa seria parte de uma estratégia de Renan para se manter no posto até que o STF julgue o seu recurso contra a decisão de Marco Aurélio, o que deve acontecer nesta quarta-feira (7).

A sessão desta terça já foi, inclusive, cancelada, assim como a sessão conjunta do Congresso e um jantar de confraternização natalina agendado para esta terça na residência oficial do presidente do Senado.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.