Publicado em 10/02/2021 às 10h48.

UPB: após retirar candidatura, prefeito de Serrinha deixa PP

"Prefeitos não podem escolher representante e têm que seguir as ordens dos poderes superiores", diz Adriano Lima

Redação
Foto: Divulgação/Assessoria
Foto: Divulgação/Assessoria

 

Após retirar sua candidatura a presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), o prefeito de Serrinha, Adriano Lima (PP), decidiu deixar o partido comandado na Bahia pelo vice-governador João Leão. Outro prefeito que deixa o PP é o de Governador Mangabeira, Marcelo Pedreira de Mendonça.

O PP terá candidato único na disputa pelo comando da UPB, o prefeito de Serrinha, Zé Cocá.

Segundo Adriano Lima, o processo eleitoral deveria ser uma disputa entre prefeitos para o comando da UPB, propositiva e com soluções práticas e eficazes para os chefes dos executivos municipais e cidades.

“Mas o que está ocorrendo é um processo eleitoral onde os prefeitos não podem escolher o seu melhor representante e têm que seguir as ordens dos poderes superiores, pois estão com a visão míope, antecipando um cenário de 2022 na eleição para presidente da UPB”.  Ele afirma que ocorrem retaliações a “prefeitos que não apoiam a chapa criada nos gabinetes, sem diálogo e democracia”. Para Lima, “é melhor morrer de pé do que viver de joelhos”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.