Publicado em 30/12/2019 às 16h16.

Valmir Assunção também retira nome e defende candidatura de esposa

“Em Salvador, tenho certeza que o melhor caminho é termos uma candidata com a cara do PT e a cara de Salvador”, disse o deputado federal

Redação
valmir assuncao foto divulgacao ascom
Foto: Divulgação / Ascom

 

Mais um deputado federal petista retirou sua pré-candidatura a prefeito de Salvador. Por meio de nota, Valmir Assunção informou sua decisão e defendeu a candidatura de uma mulher negra, mais especificamente de sua esposa, Fabya Reis, secretária de Promoção da Igualdade Racial.

O deputado Jorge Solla já havia desistido da disputa interna.

“Em Salvador, tenho certeza que o melhor caminho é termos uma candidata com a cara do PT e a cara de Salvador”, declarou o parlamentar.

Em nota, o Coletivo de Entidades Negras (CEN) também defendeu a candidatura de Fabya.

“Trata-se de um nome que, com certeza, defenderá o PT, o legado e a liberdade plena de Lula sem tergiversar, sem negar o partido, com fibra e coragem, apresentando um projeto de cidade que dê conta de opor-se ao projeto segregador do prefeito ACM Neto, nosso principal adversário local, que alinha-se nacionalmente desde a primeira hora com o projeto de ampliação da miséria do povo e do lucro dos mais ricos do presidente Jair Bolsonaro”, diz o coletivo.

“É momento do protagonismo político construído pelas mulheres negras ganhar as ruas, as mentes e os corações das pessoas, para que possam liderar o nosso partido nessa batalha política em que derrotaremos os aliados na Bahia do presidente Bolsonaro, sob o comando do prefeito ACM Neto”, acrescentou Valmir.

Entre as pré-candidaturas colocadas no PT até então, está a da socióloga Vilma Reis, também negra.