Publicado em 08/10/2018 às 13h45.

Acusado de matar Mestre Moa com 12 facadas é preso

Crime aconteceu no Engenho Velho de Brotas e teria sido motivado por críticas do mestre de Capoeira contra Jair Bolsonaro

Redação
Reprodução
Reprodução

 

A Polícia Civil apresentou na tarde desta segunda-feira (8), Paulo Sérgio Ferreira Santana, de 36 anos, acusado de ser o assassino do mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, o Moa do Katende. Paulo Sérgio foi apresentado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) após ser detido por policiais militares em sua casa.

De acordo com testemunhas, a motivação do crime teria sido política após Moa ter criticado o candidato Jair Bolsonaro do PSL. “Isso é precoce ainda. A gente está agora ouvindo testemunha se vamos puxar todo perfil dele. Isso ainda não tem nada definido sobre política. Falou em depoimento que estava discutindo sobre política e em seguida a vítima teria lhe ofendido verbalmente”, afirmou a delegada do caso, Milena Calmon.

 

 

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.