Publicado em 19/08/2019 às 20h20.

Cidade do Clima montada na Paralela tem até árvore solar para recarregar celular

A estrutura do Salvador Hall, que recebe o evento desde esta segunda-feira (19) até a próxima sexta (23), possui energia limpa e reaproveita resíduo produzido

Redação
Foto: Bruno Concha/Secom
Foto: Bruno Concha/Secom

 

Quem está participando das atividades da Semana Latino-Americana e Caribenha sobre Mudança do Clima, no espaço Salvador Hall, na Avenida Luís Viana Filho (Paralela), está tendo a oportunidade de desfrutar do modelo de uma cidade ideal. É a Cidade do Clima, totalmente planejada pela ONU e pela Prefeitura da capital baiana para ser um ambiente sustentável.

A estrutura do Salvador Hall, que recebe o evento desde esta segunda-feira (19) até a próxima sexta (23), possui energia limpa para recarga de celular, reaproveitamento de todo o resíduo produzido no local e distribuição de mudas de espécies nativas.

O público encontra ainda alimentação segundo os princípios da comida saudável planetária, roupas biodegradáveis, credenciais com sementes para plantar e aluguel de bicicletas para locomoção entre os espaços temáticos.

Além de todos esses itens, todo o CO2 gerado, inclusive pelo deslocamento dos participantes, será neutralizado pelo grupo Solví, holding da Battre, que atua no gerenciamento de resíduos em Salvador.

Espaços – A Cidade do Clima tem os espaços Verde, Amarelo e Azul, onde ocorrem palestras, mesas e conferências. Uma praça de alimentação com estandes compartilhados vendem produtos naturais, saudáveis e orgânicos provenientes de produtores locais e de agricultura familiar dos biomas Mata Atlântica e Caatinga.

Em frente à praça de alimentação, no centro da estrutura do evento, há 14 estandes com informações e atrações diversas sobre o uso consciente dos recursos naturais e soluções inteligentes para a mitigação dos impactos da crise climática.

Um desses estandes é o do grupo Solví, que está distribuindo mudas de aroeira, capororoca, landi, pau-pombo e ipê branco. Ao todo, serão doadas 470 mudas ao longo da semana e outras 470 serão plantadas pela empresa em Salvador, principalmente em canteiros centrais e em antigos pontos de descarte de lixo.

PUBLICIDADE