Publicado em 19/08/2019 às 19h00.

Fábio Mota sobre proibição de baleiros nos ônibus: ‘Decisão é da Integra’

Associação que administra os coletivos decidiu fiscalizar diariamente os veículos e impedir a venda de produtos

Rayllanna Lima
Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba
Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba

 

Atuando como mediador entre o imbróglio envolvendo baleiros e os donos de ônibus, o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Fábio Mota, afirmou ao bahia.ba nesta segunda-feira (19) que se a Integra (Associação das Concessionárias do Serviço de Transporte Público de Passageiros por Ônibus Urbanos de Salvador) quiser proibir a venda de produtos nos coletivos, não há nada que a impeça de adotar a medida.

“A Prefeitura tenta mediar, mas não tem nenhuma lei, nenhum decreto que permite que os baleiros trabalhem nos ônibus. O que a gente observou é que tem os baleiros que trabalham credenciados e os que se passam por baleiros para não pagar. No cadastro que encaminhamos para a Integra eram duzentos e poucos credenciados, hoje a quantidade de coletes multiplicou. Queremos que os credenciados continuem tendo acesso, mas a decisão é da Integra, não da Prefeitura”, disse.

 

PUBLICIDADE