Publicado em 12/02/2020 às 15h58.

Lavagem de Itapuã completa 115 anos com desfile de blocos; confira

Evento também conta com manifestações culturais independentes; festa segue até segunda-feira (17)

Redação
Foto: Bruno Concha/Secom
Foto: Bruno Concha/Secom

 

Unidas, 200 baianas vestidas a caráter, munidas com água de flor e vassouras fazem a lavagem das escadarias da Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Itapuã, no bairro de mesmo nome. O ato sagrado, defendem os adeptos das religiões de matriz africana, também é símbolo de resistência para o povo negro. E resiste há 115 anos, quando foi realizada a primeira edição da festa, celebrada por centenas de moradores nesta quinta-feira (13).

De acordo com a prefeitura, ao menos 26 atrações devem se apresentar na festa, que tem início na madrugada desta quarta-feira (12), com o Bando Anunciador, e segue até a tarde da quinta. Ao menos a programação oficial [ver abaixo]. Já que os moradores costumam levar os festejos para além da noite e madrugada.

A lavagem, realizada sempre na quinta-feira que antecede o Carnaval, é a última festa popular do calendário baiano. De acordo com a Empresa Salvador Turismo (Saltur), o primeiro ato começa às 2h, quando os moradores saem pelo bairro atrás do Bando Anunciador. É um convite à comunidade. E é aí que as pessoas saem de casa para ver a festa acontecer.

Já às 10h, o cortejo das baianas sai em direção à igreja para o momento mais esperado: a lavagem das escadarias. À tarde é a vez dos blocos de chão fazerem a folia. Eles arrastão milhares de foliões pelas ruas de Itapuã.

Após a lavagem das escadarias da igreja, localizada na Praça Dorival Caymmi, o ritual segue com samba de roda e, às 12h, outro grupo de baianas realizam a segunda lavagem na frente da igreja.

Mais festa
A promessa de quem mora no local é de que o evento se estenda pelo final de semana. Em clima de ressaca, atrações locais se apresentam na sexta-feira (14). Sábado e domingo, além de práticas náuticas esportivas, a previsão é de que também se apresente o Terno de Reis – manifestação cultural tradicional na capital baiana.

O ritual só termina mesmo na segunda-feira, com a entrega de uma oferenda a Iemanjá. Há ainda a realização de peixada nativa, às 18h, na sede da Associação dos Moradores do bairro.

Programação da quinta-feira (13)
02h – Bando Anunciador
05h – Lavagem Nativa
06h – 2ª Corrida do Feijão do Serjão
10h – Cortejo das Baianas
10h05 – Manifestações Culturais
10h25 – Escola de Samba Unidos de Itapuã
10h35 – Kitut com Cerveja
10h45 – Kimbaila Erê
10h55 – Bloco dos Cornos
11h05 – Turma do Realise
11h15 – Ecoar dos Tambores
11h25 – Chabisc
11h35 – Malê de Balê
11h45 – Ginga e Remandiola
11h55 – Nem te Conto
12h05 – Celso Som
12h15 – Puxada Itapuanzeira
12h25 – Pipoca de Oxeturá
12h35 – Pinauna Power
12h45 – Amigos pelo Samba
12h55 – Sambeleza
13h05 – Itatri
13h15 – Chaveirinho do Arrocha
13h25 – Arrastão Pode Pá
13h35 – Bloco Bom D+
13h45 – Arrastão Beath XXI
13h55 – Turma da Jacutinga
14h05 – As Santinhas

PUBLICIDADE