Publicado em 22/08/2019 às 07h48.

MP-BA deflagra ação contra esquema que sonegou R$ 25 mi do fisco estadual

Força-tarefa cumpre na manhã desta quinta um mandado de prisão e nove de busca e apreensão na capital, em Itaparica e Lauro de Freitas

Redação
Foto: Alberto Maraux/SSP-BA
Fotos: Alberto Maraux/SSP-BA

 

O Ministério Público da Bahia deflagrou na manhã desta quinta-feira (22) a Operação Pé de Coelho, a fim de desarticular um esquema de sonegação de impostos no setor atacadista de alimentos que causou prejuízo de R$ 25 milhões aos cofres estaduais.

A ação, que conta com apoio da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA) e da Polícia Civil, visa cumprir um mandado de prisão e nove de busca e apreensão nas em Salvador, Itaparica e Lauro de Freitas. Na capital, um dos alvos residência de alto padrão, no bairro de Ondina.

Em nota, a força-tarefa informou que as investigações foram iniciadas quando constatou-se um elevado grau de sonegação fiscal praticado pelas empresas HJ Distribuidora e Pier Marin Distribuidora.

A apuração diz também ter identificado o uso de laranjas na composição dos quadros societários das empresas, além de indícios de lavagem de dinheiro e outros crimes correlatos cometidos com a intenção de burlar o fisco estadual.

Tais delitos, de acordo com a força-tarefa, contribuíram para desestabilizar o mercado mediante prática de concorrência desleal e permitiram aos envolvidos acumular patrimônio de forma irregular.

Tais condutas, afirmam os responsáveis pela operação, podem ser enquadradas na Lei Federal nº 8.137/90, que define os crimes contra a ordem tributária.

 

Esquema de sonegação causou prejuízo de R$ 25 milhões aos cofres estaduais
Esquema de sonegação causou prejuízo de R$ 25 milhões aos cofres estaduais

 

PUBLICIDADE