Publicado em 24/10/2020 às 11h00.

Plataforma online mapeia conflitos urbanos entre 2013 e 2020 na capital baiana

'Pipoco' reúne dados sobre conflitos como mobilizações, protestos e ações coletivas como reação a uma situação de desigualdade

Redação
Foto: Reprodução/TV Bahia
Foto: Reprodução/TV Bahia

 

Uma iniciativa do grupo de pesquisa Lugar Comum, da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (Ufba), vai mapear os conflitos urbanos na capital baiana de forma colaborativa. Isso inclui conflitos entre dois ou mais agentes, como também mobilizações, protestos e ações coletivas como reação a uma situação de desigualdade.

Desenvolvida com o Coletivo Trama, a plataforma Pipoco reunirá mapeamentos e informações sobre conflitos que tenham acontecido entre 2013 e 2020. O lançamento está previsto para a próxima segunda-feira (26).

As pesquisas têm como base matérias publicadas em veículos de imprensa e outras fontes de informações online, sobre situações que tenham acontecido no Centro Antigo, Subúrbio Ferroviário, Avenida Paralela e BR-324. O primeiro volume de conflitos se concentra o Centro Antigo. A partir de dezembro, serão apresentados aqueles que aconteceram no Subúrbio Ferroviário e, em fevereiro, nas demais regiões.

Além de divisão por território, a plataforma classifica os conflitos urbanos em 20 categorias, como qualidade de serviços, patrimônio, justiça ambiental, destinação de imóveis, violência, ocupação, transporte público e mobilidade, e educação.

O Pipoco é resultado do projeto ‘Observatório de Conflitos Urbanos em Territórios Populares’, coordenado pelo grupo de pesquisa Lugar Comum, que foi contemplado na chamada pública simplificada do Ministério Público da Bahia através do Programa de Compensação Ambiental Urbana ‘Cidade Popular’, da Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo. O projeto é coordenado pelas professoras Glória Cecília dos Santos Figueiredo, Ana Fernandes e Ângela Franco, da Faculdade de Arquitetura da Ufba. O Coletivo Trama ficou responsável pelo design da plataforma.