Publicado em 21/09/2021 às 12h33.

Prefeito inicia requalificação urbana de lagoa no Cabula

Lagoa da Timbalada fica situada na comunidade Amazonas de Baixo

Redação
Foto: Bruno Concha/Secom
Foto: Bruno Concha/Secom

 

A prefeitura de Salvador anunciou que o entorno da Lagoa da Timbalada, situada na comunidade Amazonas de Baixo, no bairro do Cabula, passará por obras de requalificação urbana. A ordem de serviço para o início das intervenções foi assinada nesta terça-feira (21), pelo prefeito Bruno Reis, no próprio local.

O prefeito destacou que a intervenção é a realização de um sonho da comunidade, em um local onde muitos cidadãos de Salvador nem conhecem, e que o projeto foi construído em conjunto com os moradores. “Essa é a terceira lagoa que estamos fazendo urbanização, depois da do Arraial do Retiro e a dos Dinossauros, no Stiep. Aqui é uma obra que toca o coração das pessoas, porque faz parte do dia a dia delas”, afirmou Bruno Reis.

O chefe do Executivo municipal ainda salientou que este é um exemplo da transformação pela qual a capital baiana vem passando, nos últimos anos. “Tivemos a capacidade de devolver a cidade ao cidadão, de tornar Salvador mais agradável e com um ambiente melhor, de integração entre as famílias”.

Melhorias

Elaborado pela FMLF com a colaboração dos moradores, o projeto será realizado em 661 m² de área e envolve a recuperação da Rua da Lagoa – que será uma via compartilhada com nova pavimentação em piso intertravado – e construção de praça. Com investimento de quase R$1 milhão, a obra está prevista para ser concluída em três meses e será executada sob a supervisão da Seinfra, através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop).

A iniciativa vai priorizar a criação de espaço para o lazer contemplativo e de entretenimento, favorecendo o convívio social. O local possuirá um parque infantil, deck e quiosque, podendo abrigar diversos eventos comemorativos. O projeto contempla também obras de drenagem, instalação de mobiliários urbanos como mesinhas para encontros e jogos, paraciclo e lixeiras.

O paisagismo ao redor da lagoa também será reforçado com a plantação de mudas de árvores, arbustos e gramado. Os passeios oferecerão mobilidade adequada para deslocamento de deficientes visuais e pessoas com dificuldade de locomoção.

Importância

A requalificação atende a uma antiga reivindicação da comunidade Amazonas de Baixo, que está inserida em uma Zona Especial de Interesse Social (Zeis), e faz parte da política pública da atual gestão de criação de espaços coletivos em áreas de alta densidade para proporcionar o lazer e a socialização.

Morador da região há duas décadas, o pedreiro João Vitor Silva, de 30 anos, relatou como a intervenção deverá trazer melhorias para os moradores. “Quando chovia era um desespero, pois a água cobria tudo, não havia drenagem. Inclusive, precisamos fazer um improviso que não adiantou muito, pois o alagamento era certo. Ainda tinha o lixo acumulando aqui. Com essa nova obra, esperamos uma grande melhora. É um local bonito, onde as famílias da comunidade tomam banho, pescam e fazem o lazer do fim de semana. Agora, com a reforma, o local será mais valorizado”.

“É um lugar maravilhoso, bom para incentivar turismo e empreendedorismo. E agora, após a reforma, a lagoa será mais um atrativo para incentivar a criação de emprego e renda, cultura e diversas opções para a comunidade do Cabula e região”, pontuou a técnica em saneamento Eliaide Cardoso, 54 anos.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.