Publicado em 10/01/2017 às 11h15.

Sobe para 52 o número de casos da ‘doença misteriosa’ na Bahia

Salvador concentra 50 casos, Lauro de Freitas e Ilha de Itaparica têm uma ocorrência cada

Redação
Foto: Elói Corrêa/SECOM
Foto: Elói Corrêa/SECOM

 

Subiu para 52 o número de casos de pessoas atingidas pela “doença misteriosa” na Bahia. As primeiras ocorrências foram registradas pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) em dezembro de 2016 e, desde então, ainda não há um resultado conclusivo sobre as causas da mialgia aguda, nome temporário da enfermidade que, entre os sintomas principais, causa urina de cor preta e fortes dores musculares.

Conforme a Sesab, 50 pacientes são de Salvador e os outros dois vieram de Lauro de Freitas e Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, cujo paciente acabou morrendo. No entanto, conforme disse a diretora da Vigilância Epidemiológica do órgão, Maria Aparecida Araújo, ao Correio, “o óbito não foi causado pela doença”.