Publicado em 15/05/2018 às 18h00.

Exportações do agronegócio apresentam aumento de 2,7% em abril

O destaque da pauta das exportações no mês de abril foi o complexo florestal, puxado pelas vendas de celulose, que teve recorde no que diz respeito a quantidade, com um total de 1,17 milhão de toneladas

Agência Brasil
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

As exportações brasileiras de produtos do agronegócio atingiram US$ 8,89 bilhões em abril de 2018, cifra 2,7% superior ao valor registrado em igual mês do ano anterior. O percentual representa um aumento de US$ 231,63 milhões no volume de comércio.

Os números foram divulgados nesta terça-feira  (15) pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

De acordo com o ministério, a balança comercial de produtos agropecuários, diferença entre a exportação e a importação, gerou saldo positivo de US$ 7,59 bilhões em abril de 2018 contra US$ 7,57 bilhões contabilizados em abril de 2017.

O destaque da pauta das exportações no mês de abril foi o complexo florestal, puxado pelas vendas de celulose, que teve recorde no que diz respeito a quantidade, com um total de 1,17 milhão de toneladas, acréscimo de 10,4%, na comparação com o mesmo mês do ano anterior. A celulose também apresentou desempenho recorde no valor, com alta de 40,3% e US$ 643,80 milhões vendidos.

No complexo soja, o farelo de soja teve incremento de 30,7%, atingindo US$ 614,21 milhões em abril de 2018. Na quantidade, a alta foi de 16,9%, chegando a 1,55 milhão de toneladas.

“Outros produtos que tiveram forte crescimento nas vendas externas foram bovinos vivos (224,3%) – com embarques principalmente para a Turquia, fumo (77,4%) e o suco de laranja (44,9%)”, informou o ministério.

A China continua figurando como o destino principal das exportações do agronegócio brasileiro. O país asiático comprou, em abril, US$ 3,65 bilhões em produtos.