Publicado em 22/10/2018 às 12h22.

Encontro Nacional revela dados de saneamento no Nordeste

Édson Carlos, presidente do Instituto Trata Brasil, é um dos convidadospara debater questão em evento que acontece no dia 29 de novembro, no Wish Hotel

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

No próximo dia 29 de novembro, a partir das 11 horas, acontece em Salvador o 2º Encontro Nacional de PPPs Municipais, onde será divulgado o painel Saneamento em Números: avanços, desafios e benefícios aos municípios.

O presidente do Instituto Trata Brasil, Édson Carlos, que acompanha a realidade do setor em todas as regiões do país, apresentará dados inéditos sobre a efetividade dos investimentos em saneamento básico na região Nordeste. Atualmente, o Brasil possui 100 milhões de pessoas sem acesso a redes de esgoto e precisa investir o dobro do que tem investido nos últimos anos para reduzir esse déficit.

“Somente 42% dos esgotos gerados são tratados, o que explica o grande impacto negativo do saneamento na saúde, com a permanência de diarreias e verminoses entre as doenças que mais afetam a população brasileira”, afirma ele.

Segundo dados do SNIS – Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, o índice de tratamento de esgoto no Nordeste é ainda menor do que a média nacional – apenas 36,2% dos resíduos são tratados.

O vice-presidente da ABCON (Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto), Alexandre Lopes, participa do encontro para apresentar aos prefeitos alternativas de parceria com a iniciativa privada, como concessões e PPPs, que aceleram os investimentos em saneamento.

O 2º Encontro Nacional de PPPs Municipais acontece nos dias 28 e 29 de novembro, no Wish Hotel da Bahia. O prefeito ACM Neto participa da abertura.Mais informações no site oficial.

PUBLICIDADE