Publicado em 19/06/2019 às 13h20.

Operação São João contará com mais de 21 mil policiais militares

Novidade deste ano é o uso de câmeras com sistema de reconhecimento facial em Amargosa

Redação
Foto: Alberto Maraux/ SSP
Foto: Alberto Maraux/ SSP

 

A Polícia Militar da Bahia colocará 21.484 policiais militares para trabalhar nos festejos juninos em todo o estado com a Operação São João 2019.

Em Salvador, as principais festas irão acontecer no Centro Histórico e no Subúrbio. A PM também reforçará o policiamento nas vias de acesso, nas estações de transbordo e nos terminais marítimos.

Já na Região Metropolitana de Salvador (RMS), os festejos acontecem nas cidades de Camaçari e Candeias, onde serão empregadas tropas especializadas em apoio ao efetivo local.

Além dos eventos típicos do São João, haverá a intensificação do policiamento também para as festas relativas à Copa América, bem como os locais onde ocorrem concentrações de torcedores.

Reconhecimento facial

Este ano, a PM vai utilizar as câmeras com sistema de reconhecimento facial nas principais vias de acesso da festa junina no município de Amargosa. Os equipamentos já usados em grandes eventos ajudam na identificação de criminosos.

Nas outras cidades do interior baiano, onde acontecem os tradicionais festejos juninos, também haverá reforço de policiais militares em regime de plantão. Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Cachoeira, Ibicuí, Teixeira de Freitas, Irecê fazem parte da lista.

Nas estradas

A PM também atuará, a partir das 8h desta quinta-feira (20) até a meia-noite de terça-feira (25), com fiscalização e patrulhamento nas rodovias estaduais diante do fluxo das pessoas que viajam para o interior. Equipes do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e das Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário farão o trabalho.

A fiscalização será feita com a utilização de radares para monitorar os limites de velocidade permitida nas rodovias, com etilômetros para verificar o consumo de bebida alcoólica, verificação do porte obrigatório de documentos (condutor e veículo), além de abordagens preventivas para coibir a circulação de drogas e armas de fogo, com foco na preservação da vida.

PUBLICIDADE