Publicado em 16/07/2019 às 08h59.

Acusado de estuprar mulheres, médico e prefeito é afastado no Ceará

Ginecologista, que foi eleito pelo PCdoB, foi expulso do partido na segunda-feira (15)

Redação

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O médico e prefeito de Uruburetama, José Hilson Paiva, é acusado de abusar sexualmente de  pacientes há décadas. De acordo com informações do portal G1, o ginecologista ainda filmava as vítimas durante os estupros.

As gravações mostram Hilson com a boca nos seios de mulheres sob o pretexto de estar tirando secreção e penetrando as pacientes, alegando que precisava “desvirar” o útero delas.

O Ministério Público ouviu o relato de seis mulheres que dizem ser vítimas de abuso do médico. O prefeito afirma que nunca fez “nada forçado” e que as acusações são “jogada da oposição”. “Querem me derrubar”, argumenta Hilson de Paiva.

Elas denunciam o prefeito desde a década de 1980, o que não resultou em condenação até então. Em outros casos, as mulheres relataram que tinham medo de denunciar o gestor porque dependiam da Prefeitura de Uruburetama para ter emprego no serviço público.

O doutor Hilson, como é conhecido, tem 70 anos. Ele foi eleito pelo PCdoB em 2016 com 76% dos votos. Na segunda-feira, no entanto, o prefeito foi expulso do partido e afastado do cargo.

PUBLICIDADE