Publicado em 06/12/2021 às 08h09.

Boate Kiss: testemunha e dois sobreviventes serão ouvidos em julgamento

Juiz Orlando Faccini Neto determinou que três pessoas prestarão depoimento por dia; réus respondem por 242 homicídios simples e 636 tentativas

Redação

 

 

Foto: Juliano Verardi/ Imprensa TJ-RS
Foto: Juliano Verardi/ Imprensa TJ-RS

 
O julgamento do caso da Boate Kiss entra no 6º dia nesta segunda-feira (6) tendo na pauta os depoimentos da testemunha Stenio Rodrigues Fernandes e os sobreviventes Willian Renato Machado e Nathalia Daronch, todos arrolados pela defesa O juiz Orlando Faccini Neto, que preside as sessões, determinou que, a partir de agora, três pessoas serão ouvidas por dia. Não há previsão de quando o julgamento será concluído.

Quatro pessoas estão sendo julgadas pela morte de 242 pessoas durante uma ocorrência na boate de Santa Maria (RS), em janeiro de 2013. Um princípio de incêndio atingiu durante o show da banda Gurizada Fandangueira que usou fogos de artifício na apresentação. Os acusados respondem também por tentativa de homicídio culposo contra 636 pessoas.

Os réus são Elissandro Callegari Spohr e Mauro Lodeiro Hoffman, sócios da boate, o músico da banda Marcelo de Jesus, e o produtor e auxiliar de palco da Gurizada Fandangueira, Luciano Augusto Bonilha Leão.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.