Publicado em 26/02/2020 às 21h00.

Chicafé encerra folia no circuito Dodô com seu projeto Baianô

Além de arrastar as duas pipocas, banda também se apresentou em diversas cidades do interior baiano

Redação
Foto: Eder Motta/Assessoria
Foto: Eder Motta/Assessoria

 

O verão foi uma verdadeira ode ao Axé Music. E, no Carnaval, não poderia ser diferente. A banda Chicafé, que defende o estilo musical, levou para as ruas do circuito Dodô (Barra/Ondina) o seu projeto Baianô, um projeto que prega a valorização da música baiana.

E para encerrar o Carnaval com chave de ouro, a banda voltou ao circuito na noite de terça (25), a bordo de um trio elétrico, para espalhar alegria para os foliões. “A música baiana precisa ser destaque nas ruas. O Carnaval de Salvador já mostrou que abraça todos os estilos, mas tudo começou com o Axé e, por isso, a importância de manter viva a chama dessa cultura”, explica Dinão, vocalista da Chicafé.

Vale lembrar que esse foi o segundo dia de desfile da Chicafé em Salvador. Antes, a banda esteve também no circuito Dodô na quinta-feira, primeiro dia oficial da festa na cidade; também a bordo de seu trio elétrico.

Além de arrastar as duas pipocas em Salvador – por meio do projeto Baianô, possibilitado pelo apoio do Governo do Estado através da Bahiatursa – a Chicafé também se apresentou em diversas cidades do interior baiano, com destaques para Santa Maria da Vitória (sábado, 22); Cipó e Uauá (ambas domingo, 23) e Alcobaça (segunda, 24), onde foi apontada pelo público como melhor atração do Carnaval do Sul do Estado.