Publicado em 27/02/2020 às 17h38.

Em pesquisa, foliões pedem mais atrações no Circuito Osmar

Prefeito ACM Neto admitiu "esvaziamento" do Carnaval no Centro

Redação
Foto: Valter Pontes/Secom
Foto: Valter Pontes/Secom

Entusiastas das oito horas que envolvem o percurso completo do Circuito Osmar (Centro) querem mais atrações no próximo Carnaval. De acordo com a Ouvidoria Geral do Município (OGM), pouco mais de 8,6 mil demandas foram totalizadas, sendo 98,8% contabilizadas pelas equipes de rua e 1,2% atendidas gratuitamente via call center, pelo 156 (Fala Salvador). Em entrevista ao bahia.ba, o prefeito ACM Neto admitiu que há um “esvaziamento” da folia no Campo Grande – o que atribuiu, em parte, à preferência dos artistas pela Barra.

Do total deste ano, 34% dos registros foram elogios com relação à organização da festa, acesso aos circuitos, limpeza dos banheiros climatizados, higienização dos circuitos e atuação da Guarda Civil Municipal (GCM). Entre as sugestões dos foliões à Ouvidoria, o destaque foi para o fortalecimento do Circuito Osmar, onde os foliões pedem que haja mais atrações.

Em relação a 2019, de acordo com o órgão, foi registrado um aumento de 6,12% nos atendimentos. A maioria das solicitações, 55,1%, diz respeito a informações gerais sobre o Carnaval. Entre as principais dúvidas estavam informações sobre acesso aos circuitos, horário das atrações, locais de entrada das arquibancadas, acesso aos camarotes e localização de estabelecimentos. Do total de registros, 5,6 % foram sugestões.

Para o ouvidor-geral do município, Humberto Viana, a OGM mais uma vez consolidou o trabalho de escuta feito durante a folia. “Esse novo cenário se deve ao perfil da Ouvidoria, mais presente e atuante na intermediação das demandas requisitadas, fruto da colaboração efetiva dos órgãos operacionais. Em oito anos atuando no Carnaval, durante a gestão do prefeito ACM Neto, a Ouvidoria se consolida, de vez, como referência nacional em grandes eventos”, afirma.

Sugestões
Entre os palpites mais citados estão melhorias na organização do evento, a exemplo da inclusão do Furdunço, Fuzuê e outras atrações no Circuito Osmar, a criação de uma vila infantil, o melhor aproveitamento da Praça do Campo Grande, aumento da quantidade de lixeiras, mudanças na localização de pontos de ônibus, acesso mais fácil aos circuitos e mudança na exclusividade da cervejaria.

Ainda de acordo com o balanço da Ouvidoria, 4,3% foram solicitações de serviços como endereço de postos para acesso a preservativos, informações sobre postos de fiscalização de poluição sonora, varrição das vias, lavagem de rua e fiscalização de mototáxis.

Satisfação
A pesquisa registrou apenas 1% de reclamações de foliões relacionadas a organização do evento, incluindo a estrutura física da Praça do Campo Grande, e sobre as atrações do Circuito Osmar.

Foram contabilizadas algumas queixas sobre a conduta de motoristas de táxi, agentes de trânsito, localização de pontos de ônibus e horários das atrações. Ainda de acordo com a Ouvidoria, houve apenas uma ocorrência referente à atuação da Guarda Civil Municipal, que foi prontamente encaminhada para averiguação. Além disso, houve uma redução em 50% nas denúncias, se compradas ao Carnaval do ano passado.