Publicado em 25/02/2020 às 20h07.

Filhos de Gandhy criticam falta de patrocínio: ‘Só se preocupam com os blocos da Barra’

O bloco foi a agremiação mais antiga a ser contemplada pelo edital Ouro Negro

Bianca Andrade
Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal
Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal

 

Em seu terceiro dia de desfile, nesta terça-feira (25), último dia de Carnaval, o Bloco do Afoxé Filhos de Gandhy, um dos mais tradicionais da folia, criticou a falta de patrocínio aos blocos afro e do afoxé.

Momentos após agradecer a Prefeitura e o Governo do Estado pelo apoio, um dos vocalistas que comandam o desfile no circuito Osmar (Campo Grande), falou sobre a falta de atenção das cervejarias e dos bancos com os blocos tradicionais da festa.

“Vocês só se preocupam com os blocos da Barra”, pontuou em frente aos camarotes oficiais no início do circuito.

O Afoxé Filhos de Gandhy, foi a agremiação mais antiga a ser contemplada pelo edital Ouro Negro, projeto do Governo do Estado através da Secretaria de Cultura, que fortalece o carnaval dos blocos de matrizes africanas e dá continuidade às políticas de preservação e democratização da festa.

PUBLICIDADE