Publicado em 23/02/2021 às 07h27.

Farmacêuticas dizem que Brasil deveria aceitar condições por vacina como fez mundo ocidental

De acordo com a Interfarma, somente Brasil, Venezuela e Argentina ainda não aceitaram algumas condições para adquirir imunizantes

Redação
Foto: divulgação PMLF
Foto: divulgação PMLF

 

Diante do caos no Brasil e da escassez de vacina para imunizar a população contra a Covid-19, a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) defende que o país aceite condições para aquisição dos imunizantes, assim como fez “todo o mundo ocidental”.

A Interfarmarepresenta os laboratórios de vacinas da Pfizer e da Janssen. De acordo com a presidente da entidade, Elizabeth Carvalhaes, que participou de reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), só Brasil, Venezuela e Argentina não toparam ainda. Com informações da Folha de S.Paulo.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.