Publicado em 29/05/2020 às 21h20.

Com 100% de UTI’s ocupadas, Rui anuncia ampliação de toque de recolher em Jequié

Localizado na região sudoeste da Bahia, Jequié é um dos municípios que mais preocupa o Governo do Estado, devido à alta taxa de contaminação

Arivaldo Silva
Foto: Mateus Pereira/ GOVBA
Foto: Mateus Pereira/ GOVBA

 

O avanço do novo coronavírus pelo interior da Bahia deixa o governador Rui Costa em alerta constante. Em transmissão nas redes sociais nesta sexta-feira (29), Rui falou sobre as medidas de endurecimento em Jequié, que a partir deste sábado (30) terá ampliado e prorrogado o toque de recolher até o dia 7 de junho, restringindo ainda mais a circulação de pessoas, o funcionamento de estabelecimentos comerciais, com exceção de farmácias, das 17h às 5h, em qualquer ponto da cidade.

“Os números seguem crescendo em Jequié e, em conversa com o prefeito, ficou decidido que o mais prudente é aumentar a restrição de circulação de pessoas, para melhorar os números na cidade, que cresceram cerca de 25% nos últimos dias”, ressaltou o governador.

Sem leitos de UTI, saúde em Jequié beira o colapso

Localizado na região sudoeste da Bahia, a 365 km de Salvador, Jequié é um dos municípios que mais preocupa o Governo do Estado, por conta da alta taxa de contaminação. Dados do último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) divulgados nesta sexta-feira, apontam que a cidade tem 334 casos confirmados e 12 óbitos.

O quadro se agrava a cada dia, no início de maio, o médico Ramon Barbosa, de 43 anos, que atuava no Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), maior unidade da Secretaria Estadual da Saúde em Jequié, morreu com diagnóstico de Covid-19. O profissional foi transferido para o Hospital do Subúrbio, em Salvador, onde faleceu. Em 13 de maio teve início o primeiro toque de recolher na cidade. No dia 19, com 100% dos leitos de UTI destinados à pacientes com Covid-19 ocupados, o sistema de saúde pública local deu sinais de saturação.

Números crescentes

Na última sexta-feira (22), o governador anunciou a implantação de 10 novos leitos de UTI em Jequié para o enfrentamento ao novo coronavírus. Na oportunidade foi antecipado o horário de início da restrição de circulação de pessoas e funcionamento de estabelecimentos comerciais, de 20h para 18h. Há uma semana, o município registrava 216 casos confirmados e quatro óbitos.

“Medidas mais rígidas são necessárias porque a taxa de contágio continua aumentando e isso nos preocupa muito. A população precisa compreender que se o número de infectados continuar crescendo, o sistema de saúde vai entrar em colapso. Ficar em casa e evitar o contato com outras pessoas é a única maneira de combater essa doença”, alertou Rui, antevendo o cenário de colapso.

Na cidade, a Sesab mantém o Centro de Atendimento Covid-19 de Jequié, instalado no Hospital São Vicente, com 10 leitos e o Hospital Prado Valadares, com 21 leitos para atendimento de pacientes infectados pelo coronavírus, sendo nove de UTI.