Publicado em 16/04/2019 às 21h40.

Petrobras estuda indexar preço do frete ao valor do diesel, diz Guedes

Segundo o ministro da Economia, a ameaça de greve por parte dos caminhoneiros provoca uma "aceleração" dos estudos

Redação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

A Petrobras está estudando indexar o valor do frete ao do óleo diesel, conforme afirmou nesta terça-feira (16) o ministro da Economia, Paulo Guedes. A medida minimizaria o aumento dos custos dos caminhoneiros em eventuais altas do combustível.

“O presidente da Petrobras já estava estudando tudo isso há alguns meses e, por conta da greve, isso tudo começou a ser avaliado”, disse, após reunião da equipe econômica com o presidente Jair Bolsonaro para discutir a política de preços adotada pela estatal.

Segundo Guedes, a ameaça de uma greve por parte dos caminhoneiros, que se mostram insatisfeitos com a oscilação do valor do diesel, provoca a “aceleração” dos estudos.

O ministro mencionou que esse tipo de indexação é feito nos EUA, por exemplo. “Essa solução americana de indexar [o preço do frete ao do diesel] está sendo analisada também, tudo isso está sendo analisado”, afirmou.

A possibilidade dessa medida ser levada adiante, segundo a Folha, havia sido comentada em entrevista no Palácio do Planalto na manhã desta terça pelo ministro Tarcísio Freitas (Infraestrutura).

Ao falar que o governo vê como prioridade garantir o valor do frente para os caminhoneiros, ele disse que isso poderia ser feito de duas formas: indexá-lo ao aumento do diesel ou por meio do cartão caminhoneiro, com o qual haverá um crédito para garantir o preço combustível naquele frete.

PUBLICIDADE