Publicado em 18/08/2016 às 10h40.

Quase 50 mil baianos ainda não sacaram o PIS

Abono salarial pode ser resgatado em qualquer agência da Caixa até o dia 31 de agosto

Redação
Foto: Divulgação CEF
Foto: Divulgação CEF

 

O novo prazo para sacar o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS), ano-base 2014, termina no dia 31 de agosto. Na Bahia, 48.138 trabalhadores celetistas que têm direito ao benefício ainda não fizeram a retirada, sendo 11.241 somente em Salvador. Em todo o Brasil, são mais de 900 mil brasileiros que ainda não sacaram o dinheiro.

O valor é de um salário mínimo (R$ 880) e está disponível em qualquer agência da Caixa. A expectativa é que mais de R$ 800 milhões sejam injetados na economia em 2016, caso todos os trabalhadores que têm direito ao abono saquem os valores liberados.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, pede o apoio de empregadores e entidades sindicais para que ajudem a divulgar a informação entre os empregados e filiados. “Precisamos fazer com que a informação chegue a um maior número possível de pessoas porque esse é um benefício importante e é um direito do trabalhador”, diz.

Têm direito ao abono salarial os trabalhadores que tenham exercido atividade remunerada durante pelo menos 30 dias em 2014 e recebido até dois salários mínimos por mês nesse período. Além disso, é necessário estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais.

Os trabalhadores podem consultar se têm direito ao benefício pelo portal http://abonosalarial.mte.gov.br/, inserindo CPF ou número do PIS/Pasep e data de nascimento.

PUBLICIDADE