Publicado em 15/12/2021 às 07h20.

Setor de shoppings espera crescer 15% no Natal e contratar 5,5 mil temporários

Vendas melhoraram nos últimos três meses, mas fluxo de público e de vendas deve ficar abaixo do período pré-pandemia segundo associação do setor

Adriano Villela
Foto: Divulgação/Assessoria Salvador Shopping
Foto: Divulgação/Assessoria Salvador Shopping

 

As vendas do setor de shoppings centers devem crescer 15% no período natalino em Salvador – no comparativo com o ano passado, quando a pandemia afetou mais fortemente a economia – e 5% em relação a 2019, antes do surgimento da Covid-19. Ao bahia.ba, o coordenador regional da Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce), Edson Piaggio, acrescentou que esta expectativa decorre do aumento de venda e de públicos nos últimos três meses. A melhora no movimento  deve levar a uma contratação de 5,5 mil temporários em Salvador.

O empresário ressaltou que os complexos comerciais devem operar predominantemente com Sistemas de Omnicanalidade com Plataformas Marketplace, isto é a compra é feita pelo site e o recebimento do produto ocorre na loja. Piaggio cita o setor de vestuário e calçados como o que deve ter maior demanda. “Esta procura significa que as pessoas já estão saindo, circulando e com vontade de renovar seu guarda-roupa”, comentou.

Para o balanço do ano, o coordenador acredita que as vendas e o fluxo de público serão superiores a 2020, mas ainda inferiores a 2019. A estimativa é diferente da do comércio de rua, que espera uma expansão frente ao período anterior à pandemia. Edson Piaggio informa que as vendas na Black Friday foram abaixo da expectativa, e os juros estão afetando a demanda por produtos semi-duráveis, principalmente eletrodomésticos, eletrônicos e mobiliários.

 

 

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.