Publicado em 07/05/2019 às 08h55.

Alexandre de Moraes manda para a 1ª instância inquérito contra Lúcio

Decisão atende a pedido da procuradora-geral da República Raquel Dodge; derrotado nas últimas eleições, emedebista perdeu foro privilegiado

Alexandre Santos
Foto: Reprodução/ Instagram
Foto: Reprodução/ Instagram

 

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, remeteu para a primeira instância inquérito que apura se a família do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) e do deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) praticou lavagem de dinheiro com locação de maquinário agrícola e compra e venda supostamente simulada de cabeças de gado.

A decisão, publicada no Diário Oficial de Justiça da última sexta (3), atende a pedido feito pela procuradora-geral da República Raquel Dodge.

Derrotado nas urnas em outubro do ano passado, Lúcio perdeu o foro privilegiado.

A ação agora tramita na 10ª Vara Federal do Distrito Federal, que conduz casos e desdobramentos da operação CuiBono e foi responsável por determinar, em setembro de 2017, a prisão de Geddel, irmão de Lúcio, no episódio do bunker de R$ 51 milhões.

PUBLICIDADE