Publicado em 03/09/2020 às 06h33.

Dallagnol pode voltar a ser julgado por Conselho do Ministério Público na próxima semana

Ações contra procurador foram suspensas por determinação do ministro Celso de Mello, mas novo recurso será analisado por Gilmar Mendes

Redação
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

 

Mesmo afastado da Operação Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol deverá voltar a ser julgado na próxima semana pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

As ações no colegiado foram suspensas por determinação do ministro Celso de Mello, que depois disso se licenciou do cargo. Desse modo, o recurso para que elas pudessem prosseguir será analisado pelo ministro Gilmar Mendes.

De acordo com informações da coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, uma das ações deve ser considerada prejudicada: a que a senadora Kátia Abreu pedia o afastamento do procurador da força-tarefa por atos dele que visariam promoção pessoal.

Há uma outra, movida pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), que acusa Deltan de usar indevidamente as redes sociais para tentar influenciar a eleição para a presidência do Senado, atacando o parlamentar.