Publicado em 28/05/2020 às 14h35. Atualizado em 28/05/2020 às 14h45.

Edson Fachin é relator habeas corpus em nome do ministro da Educação

Weintraub foi convocado pelo ministro Alexandre de Moraes a prestar depoimento na PF por causa das declarações da reunião de 22 de abril

Redação
Foto: Nelson Jr./ SCO/ STF
Foto: Nelson Jr./ SCO/ STF

 

O ministro Edson Fachin será o relator do habeas corpus protocolado pelo ministro da Justiça, André Mendonça, em nome do ministro Abraham Weintraub (Educação). O pedido, feito na última quarta-feira (27), tem como argumento a garantia de “liberdade de expressão dos cidadãos”.

Weintraub foi convocado pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, a prestar depoimento à Polícia Federal por causa das declarações feitas na reunião ministerial de 22 de abril. O ministro da Educação sugeriu prender todos os membros da Suprema Corte. Moraes deu cinco dias para Weintraub se apresentar.

De acordo com informações da coluna Radar, de Veja, o pedido de Mendonça ficou nas mãos de Edson Fachin por prevenção. Isso acontece porque o ministro integrante da 2ª Turma é o relator de outra ação que questiona medidas tomadas dentro do inquérito das fake news. Fachin é também relator da Operação Lava Jato no Supremo.

Mais notícias