Publicado em 29/06/2021 às 12h10.

MPF ingressa com ação indenizatória de R$ 10 milhões contra Sikêra Jr. por homofobia

Na última sexta (25) o apresentador voltou a ofender o público LGBTQ+ ao vivo

Redação
Foto: RedeTV!
Foto: Reprodução, RedeTV!

 

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma ação na Justiça contra o apresentador da RedeTV!, Sikêra Jr., por comentários homofóbicos. Na ação, movida nesta segunda-feira (28), o MPF no Rio Grande do Sul pede que a Justiça Federal de Porto Alegre obrigue o apresentador a pagar uma indenização de R$ 10 milhões, por danos morais.

De acordo com os promotores, “a ameaça constante nas próprias falas, de teor discriminatório e de preconceito, de descabida associação entre a homossexualidade e a prática de crimes associados à pedofilia, Sikêra JR. estimula a violência contra esta parcela da população”.

Na última sexta-feira (25), o apresentador criticou uma propaganda de uma marca de hambúrgueres americana em que crianças de diferentes idades são entrevistadas e explicam que é normal ver casais formados com pessoas do mesmo sexo.

“Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança”, disse Sikêra JR. ao vivo.

Temas: mpf , Rede TV , Sikêra JR

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.