Publicado em 29/05/2020 às 17h40.

PF pede mais 30 dias para concluir inquérito sobre Bolsonaro e Moro

Investigação conduzida pelo STF apura as revelações de Moro, segundo o qual Bolsonaro tentou interferir no comando da corporação

Redação
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil

 

A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) mais 30 dias para concluir o inquérito sobre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Sergio Moro. A investigação conduzida pelo STF apura as revelações do ex-juiz federal, segundo o qual Bolsonaro tentou interferir politicamente no comando da Polícia Federal.

De acordo com informações do G1, o ministro Celso de Mello, relator do inquérito no STF, deverá responder ao pedido da delegada Christine Machado após manifestação do procurador-geral Augusto Aras sobre o assunto. O inquérito foi aberto em abril, a pedido da PGR.

Os investigadores já ouviram Sergio Moro, membros do governo, delegados da PF e um empresário. Uma das principais provas é o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, na qual o presidente Jair Bolsonaro diz que não vai esperar “foder a família toda ou amigos” porque não pode trocar alguém da segurança “na ponta linha”.

“Vai trocar! Se não puder trocar, troca o chefe dele! Não pode trocar o chefe dele? Troca o ministro! E ponto final! Não estamos aqui pra brincadeira”, disse o presidente.