Publicado em 09/08/2019 às 07h33.

Procurador da Lava Jato não descarta delação premiada de Eike Batista

Empresário foi preso nesta quinta-feira (08) na Operação Segredo de Mídias

Redação
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

 

Preso nesta quinta-feira (08) na Operação Segredo de Mídias, o empresário Eike Batista pode ser mais um a fazer acordo de delação premiada.

Em entrevista ao UOL, o procurador Almir Teubi Sanches, da força-tarefa da Lava Jato no Rio, confirmou que a depender do material que Eike tiver à disposição para as autoridades, um acordo pode ser aceito.

“A gente chegou num esquema do Eike Batista muito grande, de pelo menos R$ 800 milhões de manipulação de mercado, que aponta para bilhões em operações envolvendo as empresas”, destacou.

“Quem ele pode ou não entregar, se ele tiver interesse numa eventual colaboração, só mesmo ele pode dizer. Não dá para adiantar isso. Não dá para descartar nem para dizer que… tudo depende do que pode vir ou não à tona”, acrescentou Almir.

PUBLICIDADE