Publicado em 02/06/2020 às 11h37.

Sem licitação, TJ-BA pretende gastar R$ 14,2 milhões com serviços de correspondência

Com vigência de 1 ano, contrato com Correios prevê coleta, transporte e entrega de documentação nas unidades do Poder Judiciário em todo o estado

Alexandre Santos
Foto: Divulgação TJ-BA
Foto: Divulgação TJ-BA

 

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) pretende desembolsar R$ 14.290.286,47 para contratar serviços dos Correios. A declaração de inexigibilidade de licitação foi publicada no Diário da Justiça desta terça-feira (2).

Com vigência de 12 meses, o contrato prevê a coleta, transporte e entrega de documentação em âmbito regional, sob registro e aviso de recebimento contendo notificações e intimações nas unidades do Poder Judiciário do estado.

Procurado pelo bahia.ba, o TJ-BA ainda não se manifestou. Em caso de uma eventual resposta, o texto será atualizado.