Publicado em 28/10/2015 às 11h47.

Ex-presidente da Câmara dos EUA admite mentira e pode pegar 6 meses de prisão

Agência Estado

O ex-presidente da Câmara dos Representantes, Dennis Hastert, admitiu ser culpado por mentir em um caso em que foi vítima de suborno. Segundo promotores, o político do Partido Republicano pode ficar até seis meses na prisão.

A admissão de culpa por mentir no caso marca a queda em desgraça do político, que saiu da obscuridade no Estado de Illinois para se tornar o segundo na linha de sucessão presidencial. Ele admitiu nesta quarta-feira que mentiu ao FBI.

Em maio, o político de 73 anos foi indiciado sub a acusação de ter pago uma pessoa, identificada apenas como “Indivíduo A”, a soma de US$ 3,5 milhões para esconder uma falha de conduta do passado. A Associated Press e outros meios de comunicação citaram fontes anônimas segundo as quais o pagamento de suborno feito por Hastert seria relacionado com uma conduta sexual imprópria.

Hastert foi presidente da Câmara dos Representantes em Washington entre 1999 e 2007. A sentença dele deve ser determinada em fevereiro Fontes: Associated Press e Dow Jones Newswires.

PUBLICIDADE