Publicado em 08/11/2016 às 13h40.

Iraque libera mil pessoas de prisão subterrânea do Estado Islâmico

Cativeiro ficava em Shura, a 35 quilômetros ao sul de Mossul, e foi encontrado por soldados que analisavam o solo em busca de explosivos

Rebeca Bastos
Foto: Fotos Públicas/ US State Department
Foto: Fotos Públicas/ US State Department

 

As forças iraquianas libertaram cerca de mil homens que eram mantidos em uma prisão subterrânea pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI) na região de Mossul. De acordo com a imprensa internacional, a prisão ficava em Shura, a 35 quilômetros ao sul de Mossul, e foi encontrada por soldados que analisavam o solo em busca de explosivos.

“Muitos prisioneiros são ex-soldados ou agentes da polícia”, disse Hussam al Abbar, conselheiro da província de Ninive, da qual Mossul é a capital. Os mil homens foram libertados.

Desde o dia 17 de outubro, as forças iraquianas tentam reconquistar Mossul, que é a capital do califado do Estado Islâmico. Com o apoio da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, os iraquianos já chegaram ao município e enfrentam os jihadistas do EI em uma série de confrontos.