Publicado em 15/11/2015 às 09h45.

“Isso não é humano” diz Papa Francisco sobre atentados

"Usar o nome de Deus para justificar esse caminho é blasfêmia", disse o Papa a milhares de peregrinos na Praça São Pedro neste domingo

Redação

Após expressar num comunicado oficial e num telegrama sua consternação pelo terrível massacre em Paris, o Papa Francisco comentou o ocorrido, numa breve conversação telefônica para o canal televisivo da Conferência Episcopal Italiana TV2000, neste sábado (14).

“Não há justificações para essas coisas, nem religiosa, nem humana. Isso não é humano. É por isso que me faço próximo de todos aqueles que sofrem e de toda a França, à qual quero muito bem”, disse o pontífice.

“O sentimento é de comoção e de dor, não entendo, mas essas coisas são difíceis de entender, feitas por seres humanos, e por isso me sinto comovido e condoído, e rezo. Faço-me próximo do povo francês, tão amado, próximo dos familiares, das vítimas, e rezo por todos eles”, completou.

Sacrilégio – Já neste neste domingo o Papa disse que usar o nome de Deus para justificar a violência é sacrilégio.

“Eu quero repetir firmemente que o caminho da violência e do ódio não resolve os problemas da humanidade, e usar o nome de Deus para justificar esse caminho é blasfêmia”, disse o Papa a milhares de peregrinos reunidos na Praça São Pedro.

“Tal barbárie nos deixa atônitos e nos perguntamos como o coração do homem pode planejar e executar atos tão horríveis, os quais chocaram não só a França, mas o mundo todo”, disse.

Foi a primeira vez que o papa falou diretamente ao público geral sobre os ataques de sexta-feira.
(Com informações da Reuters)

PUBLICIDADE