Publicado em 09/10/2019 às 12h39.

Johnson é multada por vender medicamento que causa aumento de seios em meninos

A companhia foi condenada a pagar US$ 8 bilhões após ser acusada de 'esconder' os efeitos colaterais do remédio em seu marketing

Redação
Foto: Time Bless/ CC | EBC
Foto: Time Bless/ CC | EBC

 

O tribunal do juri da Filadélfia, nos Estados Unidos condenou a empresa Janssen subsidiada pela Johnson, a pagar uma multa de US$ 8 bilhões (cerca de R$ 32,7 bilhões) em um caso envolvendo o medicamento antipsicótico Risperdal. Com informações do Folha de S.Paulo.

A companhia era acusada de ‘esconder’ o risco de que o medicamento poderia levar ao crescimento dos seios em meninos em seu marketing.

Segundo o “The New York Times”, a empresa americana considera o valor da punição ‘excessivo’ em relação a quantidade de demandas envolvendo o medicamento que eram representadas na ação (cerca de 1.000). Também diz que não foram levados em conta o modo como os riscos eram devidamente informados por ela e os benefícios trazidos pelos medicamentos para pacientes com transtornos psíquicos.

 A empresa e suas subsidiárias receberam em 2013, a multa superior a US$ 2,2 bilhões para encerrar um processo civil e criminal em que era acusada de fraude em um caso envolvendo o Risperdal e outras drogas.
PUBLICIDADE

Mais notícias