Publicado em 24/02/2020 às 21h11.

Matemática que inspirou filme, Katherine Johnson morre aos 101 anos

A matemática foi fundamental no lançamento do Apolo 11, nave que levou o homem à Lua

Redação
Foto: Nasa
Foto: Nasa

 

A matemática Katherine Johnson morreu nesta segunda-feira (24), aos 101 anos. Fundamental no lançamento do Apolo 11, nave que levou o homem à Lua. Katherine foi uma das mulheres retratadas no filme “Estrelas além do tempo”, interpretada por Taraji P. Henson. O filme foi indicado ao Oscar em 2016.

O administrador da Nasa, Jim Bridestine, escreveu em seu perfil no Twitter que Katherine foi uma “heroína americana” e seu “legado pioneiro” nunca será esquecido. As informações são do G1.

A matemática foi uma das mulheres afro-americanas que participaram de grandes missões científicas da agência espacial americana, mas seu trabalho não foi conhecido por anos. Especificamente, ela atuava no Centro de Pesquisa Langley para calcular a trajetória dos primeiros lançamentos espaciais. Hoje essas operações são feitas por computadores.

Quando a Nasa passou a usar computadores para a missão em que John Glenn orbitou a Terra pela primeira vez, em 1962, Katherine foi consultada para verificar os cálculos da máquina. De acordo com o G1, o astronauta chegou a dizer que, se ela assegurava a confiabilidade dos cálculos, então ele iria.

A Nasa reconhece a contribuição de Katherine. Em seu site, diz que não seria possível fazer muito do que fez sem “Katherine Johnosn e seu amor pela matemática”.

Sempre curiosa e brilhante, Katherine cursou o ensino médio já aos dez anos. Ela cursou Universidade Estadual de West Virginia, onde se graduou em Matemática e França com honras máximas em 1937.

PUBLICIDADE