Publicado em 01/11/2016 às 09h30.

Novos tremores atingem região central da Itália

Não há relatos de novos prejuízos, apesar do tremor mais forte ter sido sentido em Roma

Rebeca Bastos
Bombeiros procuram vitimas do terremoto que atingiu a Italia (Foto Matteo Crocchini/Agencia Lusa)
Bombeiros procuram vitimas do terremoto que atingiu a Itália. Foto:  Matteo Crocchini/Agência Lusa

 

Dezenas de pequenos tremores continuam a atingir a região central da Itália, na qual um grande terremoto de 6,6 graus destruiu cidades na região montanhosa, à noroeste de Roma.  O Instituto Geológico Nacional da Itália registrou nesta terça-feira (1º) dezenas de tremores durante a noite, o mais forte de 4,7 graus.

Não há relatos de novos prejuízos, apesar do tremor mais forte ter sido sentido em Roma, segundo relatos.

As autoridades da Itália tentam encontrar moradias para os desabrigados devido ao último terremoto. A proteção civil afirmou que o número de pessoas buscando abrigo subiu para 15 mil desde a semana passada, dado que não inclui as duas mil pessoas que permanecem desabrigadas devido a um terremoto em agosto.

Fonte: Associated Press.