Publicado em 14/08/2016 às 11h30.

Polícia dos EUA procura por autor do assassinato de líder de mesquita

Membros da comunidade islâmica temem que os assassinatos podem ter sido causados por intolerância religiosa

Rebeca Bastos
Foto: Reprodução BBC international
Foto: Reprodução BBC international

 

A polícia de Nova York está à procura de um homem que disparou fatalmente contra o líder de uma mesquita e uma pessoa que o acompanhava, após o término de suas orações rotineiras na tarde deste sábado (13), desencadeando medo na comunidade muçulmana de imigrantes de Bangladesh.

Embora a polícia tenha informado que nenhuma razão foi estabelecida para a morte do Imam Maulama Akonjee, de 55 anos, e de Thara Uddin, 64 anos, na tarde do sábado, perto de uma mesquista, membros da comunidade temem que os assassinatos podem ter sido causados por intolerância.

“Não há nada na investigação preliminar que indique que eles foram alvos do crime em razão de sua fé”, disse o vice-inspetor do Departamento de Polícia de Nova York, Henry Sautner.

A filha do Imam, Naima Akonjee, disse que seu pai era descrito por adoradores como um homem piedoso e que não tinha problemas com ninguém. Ela disse que o Imam e Thara Uddin eram amigos próximos e sempre caminhavam juntos à mesquita.

A polícia disse que os homens sofreram tiros na cabeça quando saíam da mesquita pouco antes das 14h. Eles foram dados como mortos mais tarde. Um vídeo mostrou que eles foram abordados por trás por um homem.