Publicado em 02/11/2015 às 11h48.

Rússia espera concluir hoje os trabalhos de resgate

Corpos e destroços do avião vão ser resgatados todos esta noite

Agência Brasil
Da Agência Lusa
A Rússia informou hoje (2) que o resgate dos corpos das 224 vítimas e destroços do AirbusA321 russo que caiu no sábado (31) no Egito vai ser concluído esta noite com o envio de um segundo avião com cadáveres para o aeroporto de São Petersburgo.

O ministro russo Vladimir Puchkov, que se encontra no Egito para coordenar os trabalhos de resgate na zona da Península do Sinai, onde caiu o avião, disse que a operação vai terminar antes das 22h locais (20h em Lisboa).

Um segundo avião com os restos mortais das vítimas “vai sair do Cairo às 21h, hora de Moscou [18h em Lisboa], informou outro responsável do mesmo Ministério da Emergência, Vladimir Svetelski, segundo a imprensa russa citada pela agência Efe.

Segundo um porta-voz deste Ministério, as equipes de resgate encontraram 12 fragmentos grandes da fuselagem do Airbus A321 da empresa Metrojet (Kogalymavia).

“Até o momento foram detectados 12 fragmentos da fuselagem e alguns pertences dos passageiros”, disse o porta-voz, Alexander Agafonov.

Na madrugada de hoje, um avião do Ministério da Emergência russo com 144 cadáveres das 224 vítimas chegou ao Aeroporto Pulkovo,que serve a segunda cidade russa,  em São Petersburgo.

Os cadáveres começaram a ser transladados para um crematório da cidade em caminhões especiais com escolta policial.

No crematório aguardam peritos forenses e representantes dos organismos que se encarregam da investigação da catástrofe, ocorrida meia hora depois de o avião com turistas russos ter saído de Sharm el Sheij com destino a São Petersburgo.

Os familiares das vítimas, que desde o fim de semana foram alojados num hotel perto do aeroporto e assistidos por psicológicos, começaram a ser levados para o crematório para os procedimentos de reconhecimento dos cadáveres.

O vice-ministro da Saúde, Igor Kagramián, informou que nos trabalhos de reconhecimento trabalham 40 peritos forenses.

O Airbus A321 de MetroJet (Kogalymavia) partiu em pleno voo cerca de 30 minutos depois de ter descolado de Sharm el Sheij no dia 31 de outubro, segundo as primeiras conclusões das autoridades russas.

O avião transportava 217 passageiros e sete tripulantes. Quatro dos turistas eram ucranianos e um bielorrusso. Entre eles, havia 25 crianças.

Saiba mais:

http://bahia.ba/mundo/queda-de-aviao-no-egito-nao-foi-atentando-contra-a-russia-diz-ministro/

http://bahia.ba/mundo/russos-chegam-a-peninsula-do-sinai-para-investigar-queda-de-aviao/

PUBLICIDADE