Publicado em 18/10/2019 às 08h33.

Turquia concorda em suspender ação militar na Síria por 120 horas

Declaração foi feita pelo vice-presidente norte-americano, Mike Pence, após reunião com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, nesta quinta-feira (17)

Agência Brasil
Foto: Reprodução/Youtube
Foto: Reprodução/Youtube

 

Por NHK*

O vice-presidente norte-americano, Mike Pence, declarou que a Turquia concordou em suspender sua operação militar no norte da Síria durante 120 horas.

Pence fez o comentário depois de se reunir com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, na Turquia, nesta quinta-feira (17).

Pence disse que o presidente Donald Trump concordou em não impor sanções adicionais, caso a Turquia honre o cessar-fogo. O vice-presidente acrescentou que Trump também está de acordo em suspender as atuais sanções, caso a Turquia pare totalmente com a ação militar.

Em antecipação às observações de Pence, Trump usou o Twitter, citando um acordo que foi conseguido na reunião. Ele agradeceu Erdogan, afirmando que ” milhões de vida serão salvas”.

Forças curdas

As forças curdas disseram que vão aceitar a proposta de cessar-fogo que lhes permitiria sair das áreas fronteiriças, no norte da Síria, enquanto a Turquia suspenderia sua ofensiva militar na região.

As forças curdas divulgaram declaração, nessa quinta-feira, depois que os Estados Unidos e a Turquia chegaram a um acordo no mesmo dia.

Elas disseram que concordaram com o cessar-fogo em algumas áreas e implementaram o acordo às 22h do mesmo dia. Acrescentaram que vão cumprir as determinações estabelecidas pelo processo de cessar-fogo e, ao mesmo tempo, exigiram que a Turquia cumpra o mesmo acordo.

Um comandante curdo, envolvido nas campanhas militares contra os militantes do Estado Islâmico, disse à mídia local que só aceitará o cessar-fogo depois de a Turquia se retirar do norte da Síria.

A Turquia afirma que o acordo não exige que suas tropas saiam da região.

*Emissora pública de televisão do Japão

PUBLICIDADE