Publicado em 21/01/2020 às 15h19.

Uber testa recurso que deixa motoristas escolherem preço das corridas

Segundo a Uber, os testes iniciais são limitados a três aeroportos da cidade da Califórnio, nos EUA, e não representam uma versão final do recurso

Redação
Foto: Rayllanna Lima/bahia.ba
Foto: Rayllanna Lima/bahia.ba

 

A Uber informou, nesta terça-feira (21), que começaram a testar um recurso que permite a alguns motoristas da Califórnia definir os preços de suas próprias corridas. O objetivo é que a mudança ajude a mostrar que os motoristas contratados são independentes e não funcionários da empresa.

Segundo a Uber, os motoristas que transportam passageiros dos aeroportos de Santa Bárbara, Palm Springs e Sacramento, agora poderão cobrar até cinco vezes a tarifa estabelecida pela empresa.

Além disso, a empresa afirmou que houveram outras alterações no aplicativo para preservar o trabalho flexível de seus motoristas desde que a nova lei da Califórnia, projetada para melhorar as condições para os trabalhadores por aplicativos, entrou em vigor.

A partir da próxima semana, os motoristas também poderão cobrar menos que as tarifas da Uber se a empresa aumentar seu preço em momentos de alta demanda.

Segundo a Uber, os testes iniciais são limitados aos três aeroportos e não representam uma versão final do recurso, além disso o controle dos motoristas sobre os ganhos poderão evoluir nas próximas semanas e meses com a nova modalidade.

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.