Publicado em 09/05/2019 às 17h09.

Falta transporte: famílias percorrem 2 km a pé ou de bicicleta para levar crianças à escola

Prefeitura alega que não tem responsabilidade de transportar alunos que moram a menos de 2 km do colégio

Redação
Foto: Reprodução/TV Sudoeste
Foto: Reprodução/TV Sudoeste

 

Sem transporte público, famílias que residem no povoado de Vereda, a 13 km da zona urbana de Vitória da Conquista, percorrem quase todos os dias cerca de 2 km – a pé ou de bicicleta – para levar estudantes para a escola.

“Quando as crianças não têm bicicleta, têm que vir a pé. As que têm bicicleta, vem a pé. Tem mãe que trabalha e não tem como os filhos virem para a escola, porque não tem quem trazer”, disse a dona de casa Jéssica Oliveira, ao portal G1.

A também dona de casa Lucivânia Ribeiro precisa percorrer o trajeto duas vezes por dia, porque tem filhos estudando nos turnos da manhã e da tarde. “Eu tenho dois filhos. Um estuda pela manhã e o outro pela tarde. Eu tenho que levar eles a pé, porque eu não tenho bicicleta”.

Os moradores afirmam que a escassez no transporte já foi pauta de reuniões nas escolas, quer foram inclusive levadas para a Prefeitura de Vitória da Conquista, mas até o momento não tiveram o pedido atendido.

Segundo o G1, o município informou, em nota, que os alunos da Escola Arthur Saldanha não estão sendo transportados porque moram nas proximidades da instituição.

A prefeitura disse ainda que todos os outros alunos, que residem há uma distância superior a 2 km da escola, são contemplados com transporte.

Ainda na nota, o município informou que, com base no Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate), a responsabilidade de transporte pelo município é para os alunos que moram há mais de 2 km de distância da escola.

PUBLICIDADE