Publicado em 20/07/2020 às 20h00.

Município da Região Metropolitana de Salvador ganha unidade do SAC Empresarial

Prefeitura de Lauro de Freitas assinou acordo de cooperação técnica com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Redação
Foto: Ascom/SDE
Foto: Ascom/SDE

 

O município de Lauro de Freitas vai ganhar uma unidade do SAC Empresarial com atendimento especializado para microempreendedores individuais (MEI), microempresas e empresas de pequeno porte. A assinatura do acordo de cooperação técnica entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), e a Prefeitura de Lauro de Freitas ocorreu nesta segunda-feira (20). O local e a data de inauguração ainda serão definidos.

“Na Bahia, já temos unidades do SAC Empresarial em Camaçari, no Shopping Boulevard, e, em Salvador, nos shoppings Barra e Bela Vista, em Cajazeiras e no Comércio. Com essa nova unidade e parceria com o município de Lauro de Freitas, queremos ajudar a desenvolver os pequenos negócios no interior, estimular e melhorar o ambiente de negócios. A nova modelagem, que será replicada em outros municípios, facilitará o acesso à informações qualificadas de como obter atendimento e potencializar os empreendimentos”, destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

Segundo a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, o termo de cooperação com a SDE é estratégico dado o atual momento de enfrentamento à crise devido à pandemia do Covid-19. “Essa parceria é importante para a geração de emprego, renda e atração de empreendimentos para os municípios. Precisamos reoxigenar o comércio, a economia, e nesse momento o que puder ser feito para ajudar os micro, pequenos e médios empresários deve ser posto em prática, sem desprezar os grandes, mas priorizando aqueles que estão na vulnerabilidade”, afirma.

O diretor de Comércio e Serviços e Oportunidades de Negócios da SDE, Rodrigo Newton, explica que a secretaria será responsável por passar todo o treinamento para as prefeituras sobre o atendimento aos informais, às micro e pequenas empresas, aos MEIs, além de orientar sobre o acesso às linhas de crédito. “O objetivo do Governo do Estado é levar informação mais rápida e esclarecer dúvidas para quem faz e acontece hoje na economia, que é a micro e pequeno empresa”, diz.