Publicado em 12/04/2016 às 08h52.

A Fiol está quase de volta aos trilhos. Só falta o Brasil

Para integrante da comissão da Fiol, depois que os donos da ENRC, controladores da Bamin, resolveram os seus problemas com os indianos, novas janelas foram abertas

Levi Vasconcelos

Frase da vez

“Herói é um pai de família que sustenta três filhos, uma esposa e vários políticos corruptos com um salário mínimo”

Samuel Duarte, jurista e jornalista carioca (1904-1979)

 

 

Rui Costa na China (Foto GOV/BA)
Rui Costa na China (Foto GOV/BA)

 

Presidente da Comissão da Fiol, a deputada Ivana Bastos (PSD), se diz otimista com a viagem de Rui Costa à China. Ou melhor, acha que agora vai.

Amanhã (9h), a Comissão vai destrinchar a viagem de Rui com o secretário Bruno Dauster fazendo relato minucioso.

O caso da Fiol foi tratado com os chineses e Rui voltou animado.

Segundo Ivana, depois que os donos da ENRC, do Cazaquistão, controladores da Bamin, resolveram os seus problemas jurídicos com os indianos na justiça de Londres, novas janelas foram abertas.

– O pessoal da Bamin agora está livre para negociar com os indianos.

Em 2010, a ENRC comprou o controle da Bamin junto a indiana Zamin (que tinha 50%) por R$ 1,1 bilhão.

Os dois lados brigaram e a Bamin acabou pagando mais US$ 300 milhões.

Resolvido este lado da questão, falta o Brasil libertar-se da anestesia dada pela crise para voltar aos trilhos.

Ultimato baiano

A Bamin tem a autorização para explorar ferro em Caetité. Ela também é dona do Porto Sul, em Ilhéus, o principal elo de ligação leste-oeste da Fiol.

Rui Costa já havia dado o ultimato: ou a Bamin resolvia a pendenga ou perderia a concessão do porto.

Ataque de nervos

O governo esperava uma derrota na Comissão do Impeachment de seis a 10 votos. Perdeu por 11.

Queria evitar uma derrota acachapante para não gerar o oba oba oposicionista na votação em plenário.

A oposição festejou. Ficou com 58% dos votos (no plenário, precisa de 67%). E os governistas minimizaram.

Daqui até domingo, quando está prevista a votação em plenário, Brasília, que já está à beira de um ataque de nervos, vai ferver.

O vice-presidente Michel Temer já estaria se articulando para assumir o lugar de Dilma (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O vice-presidente Michel Temer já estaria se articulando para assumir o lugar de Dilma (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

 

Temer se traiu

No fim do ano passado, quando o Brasil ainda tinha alguma governabilidade, já se dizia (mesmo entre oposicionistas) que Michel Temer, o vice-presidente, ‘queria dar o golpe sem parecer golpista’.

Daí em diante, Temer só marchou na direção de se afastar de Dilma (leia-se afastar ela), mas jogando como profissional, com passos milimetricamente calculados.

Primeiro, com a carta choramingando as suas mágoas, e depois, com o rompimento do PMDB do governo, a cartada decisiva.

Mas ontem derrapou feio, coisa de amador, com o vazamento do áudio em que ele já fala como presidente da República, falando em ‘governo de salvação nacional’.

A explicação carimba o amadorismo: ele estaria fazendo ‘exercício’ caso assumisse a presidência e acidentalmente o áudio vazou para a bancada.

Jogou gasolina na fogueira. Os petistas, que já chamavam Temer de Capitão do golpe, ganharam munição.

Do contra

A direção nacional do PSB divulgou nota orientando os parlamentares do partido a votar a favor do impeachment.

A senadora Lídice da Mata largou outra. É contra, o impeachment (e ao partido).

Na Educação

Rui Costa confirmou ontem que recebeu o pedido de demissão de Osvaldo Barreto da Secretaria de Educação.

Não falou sobre quem irá para o lugar, mas disse que até o fim do mês anuncia o substituto.

Feira Mundo Abreu (Foto reprodução Flickr)
Feira Mundo Abreu (Foto reprodução Flickr)

 

Preferida em Lisboa

A participação da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa) na Feira Mundo Abreu, um dos maiores eventos de turismo do mundo, no último fim de semana, trouxe boas notícias para a Bahia.

O estado foi quem mais chamou a atenção entre os destinos brasileiros na feira, em Lisboa.

E também o que mais vendeu.

Redescobrindo Porto Seguro

Mais de cinco mil reservas para viagens das próximas férias dos portugueses foram comercializadas só no domingo. Os pacotes para Porto Seguro foram os mais vendidos.

‘Os portugueses gostam da Bahia’, diz Diogo Medrado, superintendente da Bahiatursa.

Quem duvida? Tanto que se apossaram por mais de 300 anos.

Desvio no SUS

O Ministério Público Federal em Feira de Santana acionou a justiça contra o prefeito de Serra Preta, Adeil Pedreira (PMDB).

Ele é acusado de contratar uma empresa de fachada, a Ramos Fagundes Locação e Transportes, e desviar R$ 664,7 mil do SUS.

Índios na janela

Arcos, colares, lanças e bordunas das tribos Pataxós, Xukuru Kariri, Maxakali e Krenak compõem o acervo de 200 peças da exposição Índios na Janela, que fica no Palacete das Artes, entre 19 e 24, para marcar a passagem do Dia do Índio (19 de abril).

A exposição já esteve em Ilhéus e Porto Seguro, com sucesso. Reúne peças coletadas por Silvan Barbosa Moreira, ex-funcionário da Funai, que tem no acervo algumas raridades. Dia 22 (15h), ele fará a palestra Minha Vida na Tribo.

Exposicao Indios na Janela (Foto Ruy Penalva)
Exposicao Indios na Janela (Foto Ruy Penalva)

 

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

PUBLICIDADE